sexta-feira, abril 17, 2015

"Azar" é o meu nome do meio #1

3 comentários:
 
Olá a todas!
Este post é ligeiramente diferente de todos os outros que já publiquei. Mas este, com toda a certeza, é 100% eu! E porquê? Porque eu vou contar-vos um dos meus desastres! Eu andei por aí a ver que há muitas bloggers com umas rubricas mais divertidas e eu decidi seguir essa corrente porque se há pessoa com desastres seus para contar....sou eu!
Eu fui baptizada à nascença como "azarada". É que só pode! A mim tudo acontece. Em tempos de escola, sempre tive aquele azar de começar a chover quando EU saía do autocarro, quando EU saía da escola. Sempre. Mais ninguém se molhava, se não eu! Já para não falar que eu ou sou muito calada e devia falar mais ou...perco uma oportunidade para estar calada e digo uma asneirada das grandes. É, "azar" é o meu nome do meio.


Vamos à primeira asneirada? Ora vamos lá então!

Era tempo de escola e naquela altura eu não tinha carro. Ou andava à boleia ou de autocarro. Naquele dia, eu tinha conseguido boleia do meu irmão e estava na rua principal da cidade à espera dele. Na altura, o meu irmão tinha um Opel Corsa cinzento. 

Depois de algum tempo de espera, olhei para o final da rua e vejo um carro que me parecia familiar! 
Era um Opel Corsa?
Era um Opel Corsa. 
Era cinzento? 
Era cinzento. 
Então era o meu irmão (como se não houvesse mais carros cinzentos nesta ilha)!
Comecei a descer a rua, toda determinada, cheguei ao carro, abri a porta, entrei, sentei-me...pus o cinto de segurança maaaasss....que raio de silêncio era aquele?! Foi então que decidi olhar para o condutor, o suposto meu irmão. 
E aí se deu o choque:"Mas quem é este?!".

Eu tinha acabado de entrar num carro de uma pessoa que eu não conhecia de lado nenhum! E que, por sinal, não achou graça nenhuma à brincadeira. E com a maior cara de pau, entrei, sentei-me e fiz-me de casa! Isto é normal? ahah


Vermelha até não poder estar mais, saí do carro muito silenciosamente e voltei a subir a rua, toda direitinha que nem um poste e com as duas pernas a tremer que nem duas varas.

Digam-me lá: sou, ou não sou, uma desastrada?

3 comentários:

  1. Ahahaha o que me ri! Neste caso nem foi bem azarada, foi mais distraída! :)
    Beijinhos,
    Telma | Fui Eu Que Disse - Blog

    ResponderEliminar
  2. ahaha boa! Também já tenho feito umas parecidas... a que mais me acontece é tentar abrir um carro igual ao meu, andar ali às voltas com a fechadura e só depois ver que não é o meu! Eu sou o cúmulo da distração...uma coisa horrível.

    http://adorosercomosou.blogspot.pt/

    ResponderEliminar

 
© 2012. Design by Main-Blogger - Blogger Template and Blogging Stuff